Jovem gravou assédio e diz que padrasto tentou estupro aos 12 anos

padrasto-tentativa-estuproO homem preso suspeito de tentar abusar da enteada já teria tentado assediá-la quando era criança. A vítima, que gravou as investidas do padrasto, disse em depoimento à Polícia Civil de São Roque (SP) nesta quinta-feira (11) que o primeiro assédio foi quando ela tinha 12 anos. Segundo a jovem, agora com 19 anos, o padrasto voltou a procurá-la depois de sete anos.

Marcelo Honorato, que é casado com a mãe da vítima há 16 anos, foi preso na quarta-feira (10) depois que a enteada entregou agravação em áudio, feita com um celular, à polícia afirmando que ele fez outras tentativas anteriormente.

Questionado durante o depoimento, Marcelo negou a denúncia da enteada. “Que eu me lembre, meu desejo começou agora com ela moça. A minha vontade de ter relações com ela começou porque eu a via sempre de shorts curto”, afirmou à polícia. O caseiro confessou que tentou fazer sexo com a jovem. “Eu tentei estuprar a minha enteada. Falei que estava com vontade de transar com ela, que ela estava muito ‘gostosa’. Eu coloquei a mão no ombro e na bunda, mas não agarrei ela”, relata.

De acordo com informações da delegada responsável pela investigação do caso, Priscila de Oliveira, a jovem foi até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) sozinha e fez a denúncia. Segundo o boletim de ocorrência, a vítima relata que ele chegou a passar a mão nas partes íntimas dela.

Durante os depoimentos, ele confessou também que ameaçou matar a mulher com quem é casado caso ela terminasse o casamento. “Eu pedi para ela me perdoar, mas ela disse que não seria minha mulher mais. Eu falei que, se ela não fosse minha, iria matar ela e me matar depois arrastando nós dois para debaixo de um caminhão.”

A esposa disse aos policiais que as brigas entre o casal eram constantes. Além da filha que foi assediada, ele ainda tem mais dois filhos. Eles moravam em uma chácara no bairro Saboó, onde trabalhavam como caseiros.

O caseiro foi preso em flagrante e encaminhado à cadeia de Pilar do Sul (SP). Honorato foi acusado de tentativa de estupro da enteada e violência doméstica por ameaça contra a vida da esposa.

O inquérito foi concluído nesta quinta-feira (11) e entregue ao Fórum de São Roque (SP).

Gravação da enteada no celular
Pelo áudio, é possível perceber que o homem chega a pegar a jovem, que pede para que ele a solte. Confira trechos do áudio:

Suspeito:  Deixa eu transar uma vez com você?
Vítima: Não!
– Só uma vez.
– Não! Tira a mão de mim.
– Só uma vez!
– Não!
– Só uma vez, depois não te atormento nunca mais.
– Para!
– Deixa
– Me larga!
– Só uma vez, fia.
– Tira a mão de mim.
– To ficando doido.
– Para!

Fonte: G1