Juiz manda prender todos os diretores do Sindicato dos Rodoviários

Após novo descumprimento de ordem judicial determinando ao Sindicato dos Rodoviários que os serviços de transporte coletivo voltassem a normalidade, o juiz trabalhista Adilson Maciel Dantas determinou a prisão de todos os diretores do Sindicato dos Rodoviários (ver decisão no final da matéria).

“Não sei em quem o Sindicato dos Rodoviários se confia para desafiar, de forma tão desarvorada, o cumprimento de uma ordem judicial, adotando uma posição que compromete toda a sociedade que depende desse serviço de transporte coletivo”, questiona o juiz, lembrando que esse é um serviço essencial, portanto, garantido por Lei, o que faz com que fosse obrigatória a necessidade de se manter pelo menos uma parte do sistema funcionando.

O juiz classifica a greve de “ilegal, abusiva e arbitrária”, já que havia uma primeira decisão judicial impedindo a greve, sob pena de multa de R$ 100 mil ao dia. Ele chega a questionar “as reais motivações e os interesses que estão inexoravelmente escondidos sob o manto dessas atitudes sem precedentes na história de nossa sociedade amazonense”. (Any Margareth)