Juiz manda soltar Lula após 580 dias de prisão em Curitiba

O ex-presidente Lula vai ter sua liberdade expedida ainda nesta sexta-feira (8), conforme comunicado expedido pelo juiz Danilo Pereira Júnior, responsável pela 12ª Vara Federal de Curitiba durante as férias da juíza Carolina Lebbos, que assumiu o lugar de Sérgio Moro nos processos da Lava Jato. A defesa, no entanto, não confirmou a informação.

Segundo o jornalista Marcelo Auler, do Jornalistas pela Democracia, a decisão de libertar o ex-presidente foi comunicada à Polícia Federal nesta tarde. O juiz teria acatado pedido de soltura apresentado pela defesa.

O advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin, deu uma declaração no meio da tarde afirmando que não se sabe se Lula saíra nesta sexta ou não. “Nós despachamos com o doutor Danilo, que é o juiz que hoje está responsável pela Vara de Execuções Penais, expusemos a nossa compreensão, e agora temos que aguardar uma decisão. Pedimos urgência, mas isso depende exclusivamente do magistrado. Reiteramos o pedido para que seja restabelecida a liberdade plena do ex-presidente Lula. A decisão pode sair hoje ou não”, afirmou.

Pedido de soltura

A defesa apresentou pedido de soltura imediata após a decisão do Supremo Tribunal Federal de declarar inconstitucional prisão após condenação em segunda instância. “Esperamos que haja a expedição imediata do alvará de soltura, pois não há o menor respaldo para que se mantenha Lula preso por mais uma hora sequer. Nunca houve, mas agora mais ainda. Qualquer ato protelatório dará contornos políticos a esta decisão”, disse o advogado durante a manhã.