Juíza de Coari rechaça ilegalidade na posse de Magalhães e nega medida cautelar a Iran Medeiros

Coari Magalhães assume 8

Juiza Dinah Câmara diplomou Raimundo Magalhães no cargo de prefeito de Coari por ordem da Justiça Eleitoral

O vereador Iran Medeiros, eleito presidente da Câmara Municipal de Coari no dia 18 de março por força de liminar que determinou nova eleição para a Mesa Diretora, e que ocupou por 29 dias o cargo de prefeito em exercício, teve medida cautelar negada, neste sábado (18), pela juíza plantonista do 1º Juizado Especial Cível e Criminal, Dinah Câmara Fernandes de Souza. Com a medida cautelar, Iran Medeiros tentava invalidar a posse de Raimundo Magalhães no cargo de prefeito de Coari, realizada na quinta-feira passada (16), na Câmara Municipal de Coari.

A juíza plantonista Dinah Câmara Fernandes de Souza, que negou a medida cautelar, também é juíza da 8ª Zona Eleitoral do Amazonas, com jurisdição em Coari, e por determinação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) diplomou Raimundo Magalhães na quinta-feira passada (16). Iran Medeiros ponta “ilegalidades” na posse de Magalhães, entre elas, a que ele teria “invadido a prefeitura, forçando portas e trocando fechaduras”. No dia em que Magalhães assumiu a Prefeitura de Coari, Iran Medeiros chegou a procurar o promotor de Justiça de Coari, Felipe da Cunha Fish, querendo que ele fosse constatar que houve entrada forçada na sede do Executivo municipal.

Segundo fontes do Radar o que Iran Medeiros ouviu do promotor de Justiça foi: “Vereador, o senhor se conforme, porque ele legalmente é o prefeito”. Magalhães teria ficado sabendo da confusão criada por Iran Medeiros e também foi a promotoria de Justiça, fazendo o mesmo pedido ao promotor, desta vez para ele verificar que não houve entrada forçada na Prefeitura de Coari.

O promotor Felipe Fish teria aquiescido ao apelo do prefeito e ido até o local onde constatou situação totalmente adversa a que foi alegada por Iran Medeiros, não havia qualquer sinal de arrombamento e nem de troca de fechaduras. “Eu entrei na Prefeitura pela porta da frente, até porque não sou homem de andar me esgueirando pela porta dos fundos e nem arrombando portas. Sempre vou entrar e sair da Prefeitura pela porta da frente e com as mãos limpas”, disse Raimundo Magalhães ao Radar. (Any Margareth)