Juíza recebe medalha Ruy Araújo por zerar processos na vara de entorpecentes

Foto: Chico Batata

A auxiliar da vice-presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e ex-titular da 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (1ª Vecute), juíza Lídia de Abreu Carvalho Frota recebeu, nessa sexta-feira (10/08) a medalha Ruy Araújo, maior comenda da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), por zerar os processos em tramitação na Vara de Entorpecentes do Amazonas.

A medalha foi proposta pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) que destacou os trabalhos da magistrada. “Ela fez um brilhante trabalho porque lida com processos de traficantes perigosos, bateu recordes de apreensão de drogas e de resolução de processos, por isso tive muito orgulho de apresentar o seu nome à comissão que avalia e aprova os nomes a serem homenageados com a comenda”, disse a deputada.

Ao receber a medalha Ruy Araújo, a juíza Lídia Abreu Frota, aos deputados estaduais, aos amigos e familiares pelo apoio e ao Tribunal de Justiça do Amazonas. “Neste momento de sinceros agradecimentos, reforço meu compromisso ético com jurisdicionados e acrescento que continuarei trabalhando para que ‘a unidade de propostas, o amor à causa pública e a coletividade’ sejam o meu norte”, disse a juíza.

Participaram da solenidade, entre outros, o desembargador Wellington José de Araújo, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), o promotor de Justiça, Alberto Rodrigues Nascimento Júnior; o superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), Appio da Silva Tolentino; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM), Marco Aurélio Choy; o presidente da Associação de Magistrados do Amazonas (Amazon), juiz Cássio Borges e a desembargadora aposentada, Liana Mendonça.

Com informações da assessoria do TJAM e da ALE-AM.