Julio César pega 2 pênaltis, e Brasil se classifica após sufoco contra o Chile

juliocesar

No segundo tempo, foi Fernandinho que quase marcou num chute de longe, mas a bola foi para fora.

Com o Brasil mais no ataque, a equipe chegou a marcar aos 10 minutos, com Hulk, mas o árbitro assinalou um toque de braço e ainda deu cartão amarelo ao brasileiro.

O jogo seguiu truncado e, com uma falta próxima ao meio-campo, Luiz Gustavo tomou amarelo e está fora do próximo jogo.

Aos 18 minutos, Felipão fez sua primeira mudança: entrou Jô no lugar de Fred, que saiu entre vaias e aplausos da torcida mineira, uma vez que tem ligações com o Cruzeiro, enquanto Jô é do Atlético Mineiro.

Pouco depois foi a vez de o Chile assustar com um belo chute de Aranguiz, mas Julio Cesar fez uma excelente defesa e teve seu nome gritado pelos torcedores.

A partir daí, o jogo perdeu intensidade e o treinador brasileiro fez sua segunda substituição, aos 27 minutos, com a entrada de Ramires no lugar de Fernandinho.

Aos 38, o Brasil quase marcou em ótima jogada de Hulk, mas seu chute foi defendido por Bravo, e a partida foi para a prorrogação.

Durante o primeiro tempo do tempo extra, o Brasil ficou mais com a bola, porém sem criar chances claras. Para a segunda etapa, entrou Willian na vaga de Oscar, que teve atuação apagada.

Os chilenos, então, começaram a parar a partida em diversos momentos, com jogadores caídos no gramado, e se defenderam bem até o final, quando ainda acertaram um chute forte na trave com Mauricio Pinilla.

Com os gritos de “eu acredito” da torcida, Ramires teve a melhor chance do Brasil de fazer 2 x 1, mas seu chute rasteiro saiu rente à trave chilena, e a decisão foi para os pênaltis, quando brilhou a estrela de Julio Cesar.

Fonte: Reuters