Justiça condena marido que matou mulher a facadas em Manaus

Foto: Chico Batata

Roberto Araújo dos Santos, foi condenado a 18 anos de prisão, em regime fechado pela Justiça Estadual, pelo crime de feminicídio contra sua companheira, Darcley Soares Colares. A decisão foi do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus.

De acordo com o Inquérito Policial que gerou denúncia do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), no dia 19 de outubro de 2014, por volta das 19h, num quitinete, localizado na Rua Pedro Lima, Rio Piorini, Colônia Terra Nova, o réu, esfaqueou Darcley, que morreu no local. 

Segundo testemunhas, ambos moravam juntos há quatro meses, contudo, possuíam um relacionamento conturbado com o registro de brigas e agressões físicas praticadas pelo acusado.

O julgamento foi realizado no Plenário do Júri localizado no Fórum Ministro Henoch Reis, como parte da 3ª edição do ‘Mutirão do Júri’, promovido pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), no período de 14 a 18 de outubro.

A sessão foi presidida pelo juiz de Direito titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, George Hamilton Lins Barroso, tendo a participação do promotor de justiça George Pestana Vieira.

Com informações da assessoria do TJAM.