Justiça de São Gabriel da Cachoeira suspende shows de artistas nacionais que iriam se apresentar na Festribal

Contratos previam gastos de até R$ 700 mil para apresentações de artistas como Zé Vaqueiro, Amado Batista e Barões da Pisadinha

A justiça de São Gabriel da Cachoeira determinou à prefeitura do município a suspensão dos shows de vários artistas nacionais previstos para acontecer durante o Festival Cultural das Tribos Indígenas do Alto Rio Negro deste ano. A decisão foi concedida pelo juiz Manoel Atila Araripe Autran Nunes, nesta quarta-feira (3).

Na decisão, o juiz determina a proibição de quaisquer pagamentos ou transferências financeiras decorrentes de contratos com os artistas anteriormente contratados. Além disso, veda a contratação de outras atrações artísticas de alto renome no cenário nacional.

A prefeitura de São Gabriel gastaria cerca de R$ 700 mil para contratar artistas como Zé Vaqueiro, Naiara Azevedo, Amado Batista, Anderson Freire e a dupla Barões da Pisadinha, que iriam se apresentar durante o evento cultural do município (distante 852 quilômetros de Manaus).

Diante do alto valor, o juiz publicou na sua decisão que “o município padece de diversas situações de vulnerabilidade social e de flagrante insuficiência de serviços públicos efetivos e eficientes, conforme assertivamente elencado pela Defensoria Pública em sua manifestação”.

O município deverá informar em 24 horas a partir da intimação o cancelamento dos shows no portal da instituição e em outros meios, para dar publicidade à população local.

Em caso de descumprimento da liminar, está prevista multa de R$ 100 mil ao prefeito Clóvis Moreira Saldanha, com recolhimento destinado ao Fundo Estadual os Direitos Difusos.