Justiça determina bloqueio de R$ 309 mil do Governo do Amazonas para garantir transferência de pacientes de Tefé


O Governo do Amazonas teve R$ 309 mil bloqueados pela Justiça, neste sábado (6), para que garanta a transferência de três pacientes internados em Tefé. O valor é referente aos custos de transporte e internação na rede privada de Manaus e atende a um processo movido pela Defensoria Pública que busca assegurar o atendimento a pessoas infectadas pela Covid-19 em estado de agravamento.

A decisão é assinada pelo juiz André Muquy que levou em consideração a disponibilidade de vagas na rede particular de Manaus e pediu que o Hospital Regional de Tefé apresente os três pacientes que tenham prioridade na lista SISTER (Sistema de Transferências de Emergências Reguladas, que controla o translado de pacientes em geral do interior para Manaus).

“Proceda-se o bloqueio de R$ 309.000,00 das contas do Estado do Amazonas, sendo tais valores referentes a três internações em custo inicial (R$100.000,00 cada) e a três transportes de ambulância aeroporto de Manaus a Hospital Nilton Lins (R$3.000,00 cada)”, diz trecho da decisão.

Até este sábado, dia 6, o Amazonas registra 281.754 casos da Covid-19, além 8.934 óbitos ocasionados pela doença.