Justiça determina intervenção no hospital em Novo Aripuanã

Após a morte de gestantes nos últimos meses no Hospital Regional do município Novo Aripuanã (a 1.374 quilômetros de Manaus), a Justiça determinou o afastamento do atual diretor da unidade hospitalar e que seja nomeado um interventor pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam). A determinação atende ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Na decisão, o juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Novo Aripuanã, Paulo José Benevides dos Santos, determinou ainda que, no prazo de dois meses, o interventor apresente relatório das medidas emergenciais tomadas e lotação de equipe multidisciplinar para atendimento à população.

Em novembro deste ano, MPE pediu a intervenção Hospital Regional de Novo Aripuanã após inspeção realizada naquele mês, revelar que a unidade hospitalar se encontrava em completo abandono pelo Governo do Estado.

Dentre as irregularidades encontradas estavam o plantão de apenas um médico para atendimento ambulatorial, enfermaria e emergência na unidade de saúde. As salas e enfermarias se encontram impregnadas de mofo e sujeira, sem balas de oxigênio nem equipamentos necessários para socorro de urgência e emergência.

Também foram encontradas tomadas expostas nos banheiros, o que coloca em perigo a vida de pacientes e acompanhantes. Além disso, três crianças foram internadas em enfermarias de adultos.

“As salas e enfermarias se encontram impregnadas de mofo e sujeira, não há balas de oxigênio nem equipamentos necessários para socorro de urgência e emergência. Nos banheiros foram encontradas tomadas expostas, colocando em perigo pacientes e acompanhantes”, disse a promotora titular da Comarca, Tania Maria de Azevedo Feitosa na ocasião.

A promotora foi responsável por ingressar com a ação após denúncias de que pessoas estariam morrendo no hospital por falta de atendimento adequado. A promotora de Justiça já havia instaurado Inquérito Civil para apuração de falta de médicos e equipamentos para atender pacientes.

Com informações da assessoria de comunicação do MPE.