Justiça do AM decreta três dias de luto pela morte do poeta Thiago de Mello

O poeta Thiago de Mello morreu na madrugada desta sexta-feira (14) aos 95 anos

thiago de melo tjam

Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) decretou na tarde desta sexta-feira (14) três dias de luto pela morte do poeta Thiago de Mello, que aconteceu na madrugada de hoje em sua casa, na capital amazonense, aos 95 anos.

Segundo o decreto assinado pelo desembargador Domingos Chalub — ver no final da matéria —, durante o período de luto, a bandeira do Brasil e os demais pavilhões serão hasteados a meio mastro em todas as instalações do TJAM.

“Deixa um enorme legado na literatura nacional, tendo suas obras traduzidas em mais de trinta idiomas, ajudando a projetar a cultura amazonense em todo o planeta”, destacou o desembargador.

O velório do poeta Thiago de Mello está sendo realizado no Palácio da Justiça, no Centro de Manaus. De acordo com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC), ele será sepultado na manhã do próximo sábado (15).

Amadeu Thiago de Mello é natural de Porantim do Bom Socorro, em Barreirinha, distante a 330 quilômetros de Manaus. Ele é considerado um dos poetas mais influentes e respeitados do Brasil.

Uma de suas obras literárias mais famosas é o livro ‘Os Estatutos do homem’, divulgado pela Unesco, em 1982.

Confira o documento