Justiça eleitoral “barra” divulgação de pesquisa eleitoral no Amazonas

O juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Ricardo Augusto de Sales, determinou a suspensão da divulgação dos resultados da pesquisa eleitoral realizada pela empresa Real Time Big Data Gestão de Dados por descumprimento da legislação eleitoral. A decisão foi publicada nessa terça-feira (4), no mural eletrônico do TRE.

A impugnação da pesquisa atendeu uma representação ingressada pela coligação “Renova Amazonas” que tem como candidato ao Governo o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado David Almeida (PSB).

Entre as irregularidades apontadas pela coligação estão a ausência de indicação da fonte pública de dados utilizada; incorreta estratificação quanto ao nível econômico dos respondentes e inserção de informação diversa do nome de urna nas opções de resposta.

Em sua decisão, o juiz afirma que em consulta ao site do Tribunal Superior Eleitoral, foi constatado, que a pesquisa cadastrada sob o número AM-02921/2018, “não indica, de forma objetiva, a base pública de dados, nem há delimitação clara da área física abrangida pela pesquisa”.

Diante das alegações, além de suspender a divulgação da pesquisa, o magistrado determinou ainda, o prazo de 2 (dois) dias para a empresa apresentar resposta.

Confira a decisão na íntegra