Anúncio Advertisement

Justiça eleitoral desaprova contas do deputado estadual eleito Saullo Vianna

O deputado estadual eleito e preso pela Polícia Federal na última sexta-feira (7), Saullo Vianna (PPS), teve as contas de campanha reprovadas, nessa segunda-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

O relator das contas do parlamentar, Júnior Fernandes, afirmou que, mesmo com o deputado preso, a análise se restringiria ao que estava no processo. Segundo a Comissão Técnica de Prestação de Contas do TRE-AM, houve pelo menos quatro inconsistências nas contas de campanha de Saullo Vianna. Entre elas estão: ausência de relatório financeiro, não contabilização de doações estimadas, que somam quase 85% dos recursos estimadas, não rateio de despesas com transportes, além de inconsistências em doações para outros candidatos.

Júnior Fernandes informou, durante o julgamento, que o próprio candidato alegou que enviou dados incorretos via sistema da Justiça Eleitoral, o que configura uma infração de natureza grave segundo a legislação eleitoral. As doações somaram cerca de R$ 175 mil, ou seja, 40% das despesas de campanha do parlamentar.