Justiça manda prender ex-governador Neudo Campos

neudo capa

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (4) a operação 2003.2. A ação tem quatro mandados de condução coercitiva, busca e apreensão e um de prisão para o ex-governador de Roraima, Neudo Campos (PP).

O G1 tentou contato com dois advogados do ex-governador, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Conforme a PF, o mandado de prisão contra Neudo Campos é resultado da condenação em segunda instância em processo penal decorrente da Operação Praga no Egito, deflagrada pela Polícia Federal em 2003. Neudo Campos é marido da atual governadora de Roraima, Suely Campos (PP).

Já os quatro mandados de busca e apreensão e condução coercitiva cumpridos nesta segunda-feira em Boa Vista, Amajari e Pacaraima são para apurar possíveis crimes de violação de sigilo funcional e favorecimento pessoal, na época em que a PF tentou prender o ex-governador em fevereiro deste ano.

A Polícia informou ainda que o inquérito policial sobre o caso será concluído nos próximos 30 dias. Os conduzidos coercitivamente estão sendo ouvidos na Polícia Federal em Roraima. O nome da operação remete ao ano da operação Praga no Egito, popularmente conhecida como operação Gafanhoto.