Kylie Jenner diz que Blac Chyna tentou matar o irmão

Getty Images

Kylie Jenner alega que Blac Chyna tentou matar o seu irmão, Rob Kardashian, e que o ameaçou em mensagens de texto.

A celebridade esteve em tribunal na segunda-feira para prestar o seu depoimento na batalha judicial entre o clã Kardashian e Chyna.

Kylie testemunhou e alegou que se lembra de ver o irmão, Rob, logo após uma discussão com Blac, em dezembro de 2016, e que ele disse que a agora ‘ex’ lhe apontou uma arma.

“Ele usou estas palavras: ‘Ela tentou me matar'”, disse Kylie Jenner em tribunal, em Los Angeles. “Me lembro dele estar chateado e explicando o que aconteceu”.

Kylie relata que o irmão compartilhou que estava jogando quando Blac Chyna foi atrás dele e colocou um fio de iPhone à volta do pescoço.

Kylie Jenner – que já namorou com o ‘ex’ de Blac Chyna, Tyga – também testemunhou que uma vez acordou com mensagens ameaçadoras de Blac Chyna.

Questionada pela advogada de Chyna sobre a razão para não ter denunciado as ameaças à polícia, Kylie respondeu: “Considerei isso uma ameaça vazia”.

A modelo e empresária acrescentou que Tyga lhe disse que Blac Chyna tinha problemas com drogas e álcool. Além disso, o artista também lhe contou sobre um incidente em que Chyna supostamente usou uma faca e o cortou no braço.

Durante o depoimento, Kylie Jenner admitiu também que ficou “um pouco chateada quando soube na Internet que o irmão tinha ficado noivo de Chyna”.

“Eu estava feliz pelo meu irmão, mas ao mesmo tempo, estava curiosa para saber como é que as coisas iriam ser com a Chyna. Na verdade, queria ser legal com a Chyna. Na verdade, passei muito tempo com o filho dela. Apesar de tudo, queria que desse certo com o meu irmão”.

Vale lembrar que Blac Chyna é mãe de King Cairo, de nove anos, fruto da relação com Tyga. A celebridade é ainda mãe de Dream Kardashian, de cinco anos, do noivado terminado com Rob Kardashian.

Durante este processo em tribunal, a mãe de Kylie e Rob, Kris Jenner, também abordou as ameaças de Blac Chyna à filha.