LACC fará “Natal Solidário” para pacientes com câncer em situação de vulnerabilidade

A Liga Amazonense Contra o Câncer (LACC) promoverá, na quinta (20) e sexta-feira (21), o “Natal Solidário” com objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e valores para as tradicionais atividades de fim de ano.

Os produtos podem ser entregues na sede da Lacc, na rua Padre Manuel da Nóbrega, Dom Pedro. Já as doações de valores podem ser efetuadas através do site www.laccam.org.br ou pelo telefone (92) 2101-4900. A ONG também disponibiliza uma conta bancária para transferências (Ag. 0482-0, Conta Corrente 691.017-3, banco Bradesco, CNPJ 04.499.182/0001/48).

“No dia 20, faremos, na sede da Lacc, a confraternização dos pacientes inscritos nos nossos programas sociais, com a doação de cestas básicas, brindes, programação musical e recreativa, proporcionando momentos de alegria e confortando-os nesse momento tão difícil da vida”, o presidente da instituição, mastologista Jesus Pinheiro.

O evento terá o apoio de diversos colaboradores. Entre eles, estão: Barra Som, Banda Critical Age, empresário Manolo, Rei da Praia Festas e Eventos, empresa Morar Mais – A Casa é Sua, Água Mineral Yara, Magistral, Casa do Meu Amigo, Amor de Chef e projeto Raio de Lú.

Já na sexta-feira, a Lacc desenvolverá, em parceria com o Departamento de Prevenção e Controle do Câncer (DPCC) da FCecon, e a Rede Feminina de Combate ao Câncer, uma visita aos leitos do hospital, com a presença do Papai Noel e a distribuição de brindes adquiridos pela ONG, para adultos e crianças.

“Acreditamos que esse tipo de contato com os pacientes fortalece o vínculo com os profissionais de saúde, além de deixar o ambiente hospitalar mais leve e humanizado. Esse esforço nos dá a certeza de que estamos contribuindo com a cura, levando carinho e afeto a quem realmente necessita”, disse a diretora de captação da Lacc, enfermeira Marília Muniz.

Ela lembrou, ainda, que um dos principais projetos da Liga Amazonense, encontra-se paralisado por falta de recursos. “Nossa hospedaria, que foi montada há quase dois anos, com capacidade para cerca de 30 pessoas, ainda não pode receber visitantes de outros estados, pois precisamos de pelo menos R$ 100 mil ao mês, para colocá-la em funcionamento. Nossa expectativa é que em 2019, possamos realizar esse sonho”, declarou.

Com informações da assessoria da Lacc.