Legalização dos Mototaxis: surgiu tanto “pai” pra essa “criança” que ficou difícil de saber de quem é esse DNA

Com a galeria lotada por cerca de 300 mototaxistas (estimativa do site da Câmara Municipal de Manaus), que foram ao Legislativo acompanhar a votação do Projeto de Lei que regulamenta essa atividade, incluindo-a no sistema de transporte de passageiros na cidade de Manaus, os vereadores da Casa, um após o outro, em discursos acalorados, foram à tribuna para se solidarizar com a categoria. E os mototaxistas não pouparam aplausos aos parlamentares, ainda mais, com as manifestações unânimes de voto a favor do projeto de legalização do serviço de mototaxi.  Aí, foi um tal de vereador tomando para si a “paternidade da criança” – regulamentação da atividade de mototaxista –  que não dava pra saber de quem era esse DNA. Entre os mais fervorosos na disputa pelo posto de “pai da criança” está o vereador Massami Miki, a vereadora Socorro Sampaio, e o líder do prefeito, vereador Wilker Barreto (achou que o Barreto ia ficar fora dessa?). Mas, teve um parlamentar que se jogou de cabeça nessa concorrência pra provar que o “filho” é seu, o vereador Reizo Castelo Branco, que apontou até o “avô” dessa criança: “Quem levou eles (mototaxistas) lá em Brasília pra começar a luta foi Sabino castelo Branco e Reizo”. Com essa, teve até mototaxista emocionado, a beira das lágrimas, que só faltou abrir os braços para Reizo e gritar: “meu paipai!

Tem até mãe!

Mas, a contar pelo número de assovios e elogios gritados da galeria pelos marmanjos mototaxistas, quando ela foi à tribuna, parece que ninguém toma o posto de “mãe” da criança da vereadora Socorro Sampaio.

Cordovil em Fortaleza

E a gente tá desconfiado que tem coisa nova lá pelas bandas de Fortaleza, no sistema de transporte coletivo da cidade, porque o presidente da Comissão de Transportes, Viação e Obras da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Rosivaldo Cordovil, esteve viajando pra lá, nos dia 29 e 30 de julho, segundo Diário Oficial, pra fazer “visita técnica à Empresa de Transportes Urbanos de Fortaleza – ETUFOR”. Passagens de ida e volta, e o pagamento de diárias, através do Poder Legislativo, obviamente.

Breve retorno

No mês de maio, o vereador Rosivaldo Cordovil também foi a Fortaleza para conhecer o sistema de transporte de passageiros daquela cidade. E, pelo jeito, mudanças devem ter ocorrido nesses dois meses para que o parlamentar abreviasse o retorno. Para saber, só esperando a segunda-feira, quando tem sessão plenária na CMM.