LGBTfobia: casal gay é perseguido e alvejado por agressor no Parque Dez

Uma das vítimas teve o pulmão perfurado

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Mais um episódio de LGBTfobia na capital amazonense, e dessa vez, as vítimas foram perseguidas e alvejadas por um suspeito. O crime ocorreu na praça do conjunto Eldorado, localizada no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus.

De acordo com uma das vítimas identificada como Emanoel Medeiros Marinho de Almeida, ele chegou no local com o companheiro Jonas Nogueira Júnior, em uma motocicleta, e no momento em que seu parceiro estacionava o veículo decidiu comprar uma garrafa de água. Ele relata que nesse momento um homem que não teve a identidade revelada desce de um veículo e começa a proferir frases ofensivas como ‘viado escroto’ entre outros termos.

A gente passou na praça do Eldorado para comprar uma água tônica. O Júnior foi estacionar a moto e esse cara que fez isso começou a gritar contra nós de forma agressiva. Nós só entendemos o que era porque uma moça que estava perto nos falou que ele se incomodou com a luz da moto, que estava acesa. O Júnior ainda pediu para ele respeitar a gente e pediu que ele pedisse desculpa, caso contrário iria chamar a polícia pelas ofensas”, relatou Emanoel.

Após o desentendimento, o casal decidiu sair do local mas o caso não parou por aí. O agressor entrou no veículo e decidiu perseguir a dupla, que acabou sendo alvejada. Jonas teve o pulmão perfurado e Emanoel foi atingido no ombro.

Momento em que as vítimas feridas aguardam por socorro. Foto: Reprodução / Redes Sociais

Uma das vítimas é funcionária do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB), a instituição emitiu uma nota repudiando as agressões contra a comunidade LGBTQIA+.

A Associação Manifesta LGBT+ de Manaus também repudiou as agressões contra o casal, e fez um apelo as autoridades para que o agressor seja punido.

O Radar Amazônico entrou em contato com a Polícia Civil para saber qual o andamento das investigações, se o autor dos disparos já foi indentificado ou localizado, mas até a publicação desta matéria não houve resposta. O estado de saúde das vítimas ainda é desconhecido.