Lugares vazios, cores e música: mídia internacional repercute fim da Rio 2016

As competições acabaram, mas o olhar estrangeiro ainda tem um último capítulo na Rio 2016. Na chuvosa noite deste domingo, o Maracanã sediou a cerimônia de encerramento da edição brasileira dos Jogos Olímpicos. E a mídia estrangeira, como fizera na abertura, não só cobriu como opinou sobre o evento. Nos primeiros momentos da festa, o mau tempo, a existência de lugares vazios no estádio, as cores vivas e a música nacional foram destacadas por veículos de fora.

O tom da cobertura da cerimônia de abertura, realizada no mesmo Maracanã, em 5 de agosto, foi de deslumbramento. A festa, ao ritmo do samba e com apelo para preservação do meio ambiente, foi aprovada por todos. Agora não mudou muito…

Além dos elogios ao clima de carnaval, alguns veículos, como o Telegraph, reclamaram dos discursos de autoridades. Por fim, destacaram a passagme de bastão a Tóquio, sede dos Jogos de 2020. Confira a repercussão.

marca

Marca, cerimônia de encerramento (Foto: Reprodução)

Coube ao jornal espanhol Marca, especializado em esportes, fazer um agradecimento ao Rio. Ao destacar que a festa teve o protagonismo da cultura brasileira, baseada na música, teve a pretensão de promover a união entre os povos.

La Nacion

La Nación: destaque para a música brasileira no fechamento dos Jogos no Rio (Foto: Reprodução)

O argentino La Nación fez uma comparação com o encerramento de Londres 2012, quando The Who, Queen, George Michael, Madness, Pet Shop Boys, Annie Lennox, Spice Girls e Paul McCartney fizeram shows inesquecíveis. Reconheceu que era difícil superar o apresentado há quatro anos, mas definiu o samba “a todo vapor”. Destacou ainda o lançamento do canal olímpico, uma plataforma digital com programação esportiva dedicada ao público jovem.

theguardian

The Guardian: lugares vazios e cores do Brasil na despedida dos Jogos (Foto: Reprodução)

O site do jornal britânico The Guardian, ao começar a cobertura, deu destaque aos locais vazios no Maracanã. Além disso, citou as vibrantes cores do Brasil. Já o The Telegraph, também do Reino Unido, preferiu citar na manchete do site o desfile das bandeiras dos países, com a presença da ginasta americana Simone Biles, a caracterização de Carmem Miranda e as danças brasileiras. E classificou os discursos de Thomas Bach, presidente do COI, e de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador Rio-2106, como chatos.

telegraph

The Telegraph: destaque para danças e Carmem Miranda (Foto: Reprodução)

bbc_encerramento

BBC: rede inglesa destaca fim de festa ao ritmo carnaval (Foto: Reprodução)