Lula tem diagnóstico negativo para Covid e inicia viagens por Minas e Nordeste

Petista havia interrompido as agendas presenciais de sua pré-campanha à Presidência desde o último dia 5

O ex-presidente Lula (PT) – Diego Vara/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta terça-feira (14) que testou negativo para a Covid e que poderá viajar a Uberlândia, em Minas Gerais, nesta quarta (15).

“Estava com dúvida se poderia ir a Uberlândia por causa da Covid-19. Hoje fui comunicado pelo médico que fiz exame e fui negativado. Amanhã estarei em Minas 100% livre da Covid. Mas ainda se tiver aglomeração eu vou utilizar máscara para evitar abuso com uma doença que a gente ainda não conseguiu debelar”, disse, de voz rouca.

O petista concedeu entrevista à rádio Vitoriosa FM, de Uberlândia, na manhã desta terça.

Em Uberlândia, o ex-presidente participará de ato ao lado de seu vice, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), e do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), pré-candidato ao Governo de Minas Gerais que conta com o apoio do petista.

Lula havia interrompido as atividades presenciais da sua pré-campanha à Presidência desde o último dia 5, quando informou que ele e a sua esposa, a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, estavam com Covid-19.

Depois de Uberlândia, o petista seguirá para estados no Nordeste nesta semana. Ele irá cumprir agendas em Natal (Rio Grande do Norte), Maceió (Alagoas) e Aracaju (Sergipe).

Na entrevista nesta terça (14), Lula afirmou que, caso eleito, irá recriar o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social para incluir todos os segmentos da sociedade no debate, fazendo com que “todos assumam responsabilidades com o Brasil”.

Ele disse ainda que irá fazer uma revisão da reforma trabalhista e da reforma da previdência, “na perspectiva de adequar os tempos atuais sem que os trabalhadores voltem a ser escravos”.

O petista também criticou o aumento do preço dos combustíveis e disse que o governo federal é responsável por isso. “O seu Bolsonaro fica jogando a culpa em governador, quando ele deveria saber que a culpa é da covardia dele de não ter coragem de assumir o papel do presidente.”

Ele também fez críticas às privatizações, citando a Eletrobras. “Agora resolve privatizar a Eletrobras, dizendo que vai ter emprego e vai baratear [a energia]. Não vai baratear. A hora que privatizar, não vai ter o [programa] Luz para Todos, porque não tem empresário socialista neste país que está disposto a fazer energia, ligação de graça na casa das pessoas”, afirmou.

Líder nas pesquisas de intenção de voto, Lula fez uma série de críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) ao longo da entrevista. “Ao invés de fazer motociata em Los Angeles, em Miami e passeata de jet ski, sabe o que eu vou fazer? Vou andar esse país, conversar com o nosso povo, sentir a alma do nosso povo para governar com o povo.”

Lula ainda citou a participação de Bolsonaro na Cúpula das Américas, na semana passada, assim como as reuniões que ele teve com o presidente americano Joe Biden.

“O Biden, num momento de generosidade com a Amazônia, ofereceu US$ 12 milhões para ser repartido entre o Brasil, a Colômbia e o Peru. Não sei se ele tava zombando do Bolsonaro, se o Bolsonaro entendeu. Mas ele recusou o fundo da Alemanha e da Noruega que eram bilhões. Alguém só pode ter falado em US$ 12 milhões porque não levou a sério o Bolsonaro”, disse.

O petista também comentou notícia da imprensa americana que, na reunião bilateral, Bolsonaro “pediu ajuda a Joe Biden em sua corrida pela reeleição, retratando seu principal oponente de esquerda como um perigo para os interesses americanos, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto”.

“Vi que o Bolsonaro foi aos EUA pedir para o Biden ajudar ele a não deixar eu ganhar as eleições. Será que isso é verdade? Porque isso é se humilhar demais”, disse Lula.

“O seu Bolsonaro precisa criar coragem e conversar com o povo, parar de fazer motociata. Ele só sabe fazer essas coisas que envolvem os milicianos dele. Vai na rua conversar com as pessoas, vai explicar o preço da gasolina”, continuou.