Lutador indígena de Amaturá é confirmado em dois campeonatos de MMA

Ronaldo Predador se tornou campeão na primeira edição do evento Star Combat na categoria MMA – Foto: Divulgação

Referência no esporte indígena do Amazonas, o lutador Ronaldo Predador foi confirmado em dois campeonatos de MMA (Artes Marciais Mistas) em novembro e dezembro deste ano. Oriundo de Amaturá, o atleta da etnia Tikuna vê a oportunidade como uma forma de espalha as raízes indígenas nos estados, consolidando a força das etnias.

Ronaldo foi confirmado para o Campeonato de MMA Jungle Fight, em São Paulo, que está previsto para 26 de novembro, e também para o Campeonato Amazon Talent, que ocorrerá em Manaus no dia 9 de dezembro.

“Primeiramente agradeço a Deus e à equipe da FEI pelo apoio, até o momento estou me preparando para os dois eventos, treinado pesado oito horas por dia e focando na luta, representando os povos indígenas que estão no estado do Amazonas. Sou muito grato a Deus por essa oportunidade, além de receber a força das pessoas que me apoiam, fazendo com que eu tenha um bom resultado”, comentou.

Carreira

O lutador indígena da etnia Tikuna de 26 anos, nascido na aldeia Ewari, localizada na ilha do Camaleão no município de Anamã, (a 165 quilômetros de Manaus), iniciou os treinos de MMA (Artes Marciais Mistas) em Amaturá.

Ronaldo Predador se tornou campeão na primeira edição do evento Star Combat na categoria MMA, no qual ganhou de seu adversário Jossiney Santos aos 2 minutos e 45 segundos do segundo round, no mês de maio.