Lutadores amazonenses de Jiu-jitsu pedem ajuda para realizar sonho de competir no Sul-americano em SP (ver vídeo)

Para arrecadar recursos, o idealizador do projeto Kennedy Vilaça promove rifas e feijoadas

Foto: Luiz Mendes

Cinco jovens amazonenses lutadores de Jiu-Jitsu sonham em competir no campeonato Sul-americano que acontece neste final de semana em São Paulo. Em entrevista ao Radar, Kennedy Vilaça, contou como conseguiu mudar a vida de crianças e adolescentes através do Projeto Mais Que Vencedor Brazilian Jiu-jitsu. (veja live ao final da matéria).

Para custear passagens e alimentação durante o campeonato, Kennedy promove rifas para arrecadar recursos e conta com o apoio também dos moradores do bairro Manoa, zona Norte de Manaus, que ajudam a incentivar o esporte.

“Quando a gente não consegue apoio nós fazemos o impossível acontecer, faz uma rifa aqui , uma feijoada ali pra pagar o boleto das passagens dos atletas. Quem colaborar vai estar ajudando nossos guerreiros que vão representar nosso estado lá em São Paulo”, disse Kennedy Vilaça.

Saiba como ajudar

Quem quiser ajudar, as transferências via Pix podem ser feitas através do número de telefone 92984797846 (CTKV PROJETO MAIS QUE VENCEDOR).

Superação e transformação

Em entrevista ao Radar, o mestre Kennedy Vilaça contou que o esporte lhe salvou de um quadro profundo de depressão e que a partir do Jiu-Jitsu conseguiu inspirar outros jovens.

“O projeto nasceu depois de um início de depressão, e esse projeto nasceu do meu coração não só para ajudar as pessoas que vivem com depressão mas também para tirar os jovens da ruas e do mundo das drogas”

O projeto ainda é novo, tem apenas 10 meses, mas já faz uma diferença enorme na vida da garotada.

“A gente apresenta pra eles através do esporte a disciplina, a educação, tentar tirar o foco deles de ficarem na rua e ajudar os pais também na educação”, concluiu Kennedy.

Assista a entrevista na íntegra: