Luto: classe política do AM lamenta a morte do poeta Thiago de Mello

O poeta amazonense Thiago de Mello morreu na madrugada desta sexta-feira (14) em sua casa, na capital amazonense

poeta thiago de mello

Foto: Divulgação

A morte do poeta amazonense Thiago de Mello, na madrugada desta sexta-feira (14), gerou uma intensa repercussão na classe política do Amazonas. Hoje o céu amanheceu nublado e a floresta lamentou a partida desse grande artista para sua eterna morada.

Segundo os familiares do poeta, ele estava dormindo em casa, na capital amazonense, no momento que faleceu. A causa da morte não foi divulgada.

Com suas obras inesquecíveis, Thiago de Mello inspirou diversos artistas amazonenses ao longo dos anos. O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSBD) reconheceu os trabalhos do poeta durante sua trajetória.

“Thiago de Mello era poeta maior que sua poesia, uma glória da literatura latino-americana. Quando prefeito de Manaus, fizemos muitas homenagens, incluindo uma exposição com obras doadas por ele, de seu acervo pessoal. Estamos de luto, mas a inspiração nele nos faz seguir em luta”, falou.

Nas redes sociais, o senador Eduardo Braga (MDB) ressaltou que o trabalho do poeta está eternizado.

“Defensor das causas da Amazônia, um dos poetas mais influentes do Brasil e reconhecido pela literatura regional. Um homem de boa convivência e grande inteligência! Deixa saudade e um legado. Fica a obra, trabalho de uma vida”, complementa.

O ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes (Sem Partido), falou que perdeu um grande amigo e fez o Estado chorar.

“Hoje perdi um grande amigo. Um poeta maior! O intelectual que jamais esqueceu suas origens. Thiago de Mello foi um dos maiores expoentes da poesia brasileira. Ele se despede deixando uma obra magnífica, um legado eternizado. Sua partida faz todo o Amazonas chorar. Ele foi o poeta que enfrentou os sofrimentos atrozes da escuridão, mas cantava”, reitera.

Em nota, o governador Wilson Lima (PSC) decretou luto oficial pela morte do poeta. “É uma perda irreparável para nossa cultura. Que Deus conforte familiares e amigos do nosso grande poeta”, disse.

A Prefeitura de Barreirinha, cidade natal do poeta no interior do Amazonas, reconheceu a importância da obra de Thiago de Mello.

“Pelo momento de grande dor, o prefeito de Barreirinha, Glenio Seixas e o vice-prefeito, Ridson Barbosa, expressam reconhecimento por este ilustre conterrâneo ter levado a nossa Princesinha do Ramos e suas belezas naturais aos quatro cantos do mundo. Rogamos a Deus que possa confortar o coração dos familiares, amigos, admiradores e fãs que agora choram por esta grande perda”, explica.

O velório de Thiago de Mello será realizado no Palácio da Justiça, Centro de Manaus, com horário a ser divulgado.