Ramais na RDS Uatumã escondiam extração de madeira ilegal

Os fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), após denúncia, descobriram que estava havendo extração ilegal de madeira em dois ramais da RDS Uatumã, no município de São Sebastião do Uatumã (329 km via fluvial de Manaus). A operação, que ocorreu com a participação de policiais do Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Amazonas, ocorreu entre os dias 23 e 30 de março.

Não houve flagrante, uma vez que não foi constatada a presença dos responsáveis nas áreas.

Durante a fiscalização, foi encontrado um acampamento recém-desmobilizado, com sobras de madeira oriunda de desdobro (costaneiras e peças com defeito), baldes vazios de combustível, motosserra e um guincho abandonado (usado possivelmente para puxar madeira).

Os fiscais apreenderam 10,1m³ de madeira serrada de diversas espécies (não houve como identificar as espécies), uma embarcação tipo tornado de 12 metros, uma embarcação tipo batelão, uma motosserra, um guincho de alavanca, além de quatro periquitos e uma gaiola de plástico.

A gestão da RDS Uatumã ficou como fiel depositária da madeira apreendida, até o órgão ambiental decidir o destino de sua doação.

Foram aplicados R$ 6.689 em autos de infração por transporte de madeira serrada sem Documento de Origem Florestal (DOF) e pelo transporte de animais silvestres sem permissão legal.

FOTOS: Divulgação/ IPAAM