Mãe é presa suspeita de prostituir a própria filha de 12 anos

O crime aconteceu no município de Manacapuru e o caso foi denunciado pelo pai da vítima

Foto: divulgação/ilustrativa

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, de 49 anos foi presa no sábado (22), suspeita de exploração sexual infantil da própria filha de 12 anos. Ela oferecia a filha para um homem de 35 anos, que é padrastro da vítima. O crime ocorreu em Manacapuru (a 69 quilômetros de Manaus), porém a prisão da dupla ocorreu no bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

Segundo informações da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), o caso foi denunciado pelo pai da vítima, que ao descobrir que a mãe usava a filha para a exploração sexual infantil, imediatamente tomou as medidas cabíveis.

Segundo ele, a mãe oferecia a criança a um homem de 35 anos, que é padrasto da criança, em troca de dinheiro e presentes. De acordo com a a delegada Roberta Merly, após descobrir que havia sido denunciada, a mãe da pré-adolescente, fugiu para a cidade de Manaus, junto com o homem que mantinha relações sexuais com a criança.

“Após recebermos a denúncia, em setembro de 2021, a vítima foi ouvida e, em seguida, submetida a realização de exame de conjunção carnal, além de atendimento psicossocial”, contou Roberta.

A dupla suspeita do crime, foi encontrada pela polícia no bairro Compensa, na capital amazonense. Após a prisão da dupla durante depoimento a polícia, a mulher negou as acusações do ex-companheiro e alegou que a menina mantinha relações sexuais com o homem por vontade própria.

“Representei à Justiça pelo mandado de prisão em nome deles, e a ordem judicial foi expedida pela juíza Scarlet Braga Barbosa Viana, da Comarca de Manacapuru”, relatou a delegada.

Os suspeitos foram presos e apresentados na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e vão responder pelos crimes de exploração sexual infantil  e estupro de vulnerável  e devem ficar à disposição da justiça.