Maioria dos eleitores no Amazonas têm até o Ensino Médio

Dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que 71,05% dos eleitores no Amazonas informaram ter até o Ensino Médio. Significa dizer que 1,7 milhão dos 2,4 milhões de votantes no Estado não chegaram a concluir os estudos básicos.

Dentre os 71,05% dos eleitores que têm até o Ensino Médio, 21,98% (533,5 mil) têm o Ensino Fundamental Incompleto; 4,84% (117,5 mil) concluíram o Ensino Fundamental; 14,88% (361,3 mil) têm o Ensino Médio incompleto e 29,35% (712,7 mil) chegaram a concluir o Ensino Médio.

Na mesma esteira, menos de 10% dos eleitores do Amazonas informaram à Justiça Eleitoral ter o Ensino Superior. Ao todo, 218.703 (9,01%) votantes no Estado concluíram uma graduação, segundo dados divulgados pelo TSE entre as estatísticas do eleitorado brasileiro.

No levantamento divulgado pelo Tribunal, 5,72% dos eleitores (138,8 mil) no Amazonas se declararam analfabetos e 7,74% dos eleitores (187,8 mil) informaram que saber apenas ler e escrever.

Os números são similares aos informados pelos eleitores de Manaus – maior colégio eleitoral do Amazonas, com 1.320.059 votantes. Destes, 37,02% (488,6 mil) têm o Ensino Médio completo; 17,3% (228,4 mil) têm o Ensino Fundamental incompleto; 13,95% (184,1 mil) têm o Ensino Médio incompleto; 13,08% (172,7 mil) concluíram um curso de Graduação; 9,91% (130,8 mil) apenas iniciaram uma Graduação; 5,36% (70,7 mil) informaram ter o Ensino Fundamental incompleto; 2,5% (33 mil) disseram à Justiça Eleitoral que só saber ler e escrever e 11,5 mil eleitores em Manaus se declaram analfabetos.

Em entrevista à Justiça Eleitoral, para falar sobre a questão nas eleições em 2016, o professor da Universidade de Brasília, Pedro Robson Pereira Neiva, informou que há um conjunto de fatos que influenciam nas tendências de voto e ressaltou o impacto da educação. “Tudo que eleva o grau de informação da população tem impacto eleitoral”, disse.

O TSE informou que as estatísticas referentes ao grau de instrução do eleitorado refletem a escolaridade declarada pelo cidadão no momento do registro eleitoral ou da atualização de seus dados cadastrais.