Mais 14 homens vão pra cadeia por falta de pagamento da pensão alimentícia

14 1

14 2Com a finalidade de prender cidadãos que não cumpriram determinação judicial, a Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), prendeu 14 homens, na continuação da operação “Pensão Alimentícia”, deflagrada na manhã de hoje (17), em vários bairros de Manaus. A ação contou com o apoio do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

A ação teve início por volta das 6h, e mobilizou um efetivo de 20 Policiais Civis, foi comanda pelo Titular da Especializada, Delegado Carlos Alberto Andrade. No decorrer da operação, 14 mandados de prisão foram cumpridos por não pagamento de pensão alimentícia.

O Delegado ressaltou que desde o início da semana, já foram cumpridos cinquenta mandados, dos cem que foram estabelecidos para a operação. “Nossas equipes hoje, estão nas ruas para cumprir 30 mandados ainda restantes, uma vez que após a divulgação das últimas prisões, vinte pessoas foram quitar os débitos. Esse é o verdadeiro intuito dessa ação, de fazer com que esses devedores cumpram com suas obrigaçõesse dirigindo àjustiça para saldar a dívidae evitar serem presas”, frisou Andrade.

Carlos Alberto destacou ainda, que os presos tem prazo de 30 dias para efetuar o pagamento do valor em atraso na Justiça, que poderá ser prorrogado por mais 60 dias, caso a dívida não seja efetivada no tempo determinado. Após o pagamento são liberados.

Na unidade de polícia, foram realizados os procedimentos legais e ao término, todos os detidos foram conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.