Mais arenga na Aleam: Dermilson “não é confiável” e Josué Neto é “menino chorão”

O estopim de mais um confronto na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) foi o fato do deputado Sabá Reis (PR), que estava discursando – “sinônimo de largando a peia no Governo – da tribuna da Casa, ter dito que o deputado Josué Neto (PSD) foi preterido para a vice-liderança da bancada de Amazonino, função hoje ocupada pelo deputado tucano Donmarques Mendonça.

Josué Neto se apressou em correr para a tribuna e negar que isso tenha acontecido. Segundo Neto, ele não foi preterido coisa nenhuma, mas sim , teria se recusado em ser vice-líder numa bancada liderada por alguém (Dermilson Chagas) que, segundo suas próprias palavras “não é de confiança”.

“Não reconheço o atual líder como líder e não poderia ser vice-líder de alguém que não confio”, disse tacitamente Josué Neto.
Por outro lado, o líder do Governo na Casa, deputado Dermilson Chagas, começou um aparte ao discurso de Sabá Reis, partindo para o sarcasmo, curto e grosso. “Não vou entrar no lado da criancice…”, disse ele, visivelmente fazendo referência ao que Josué Neto tinha acabado de falar sobre a falta de confiança no líder.

E quando todo mundo achava que esse assunto não voltaria mais à baila, lá o líder voltou ao tema no final de sua fala e sapecou que não podia “comprar pacote de lenço pra limpar choro de menino” – todo dia é uma arenga diferente na Casa, né gente?