Metade dos deputados na ALEAM assina emenda reduzindo percentual permitido ao governador de mexer no Orçamento do Estado

plenário assembléia

O Radar já tinha captado sinais de que a Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) estava cada vez mais dividida, o apoio ao Governo cada vez mais enfraquecido e a oposição cada vez mais forte. Até postamos matéria falando sobre a situação. Mas, as relações parecem ter piorado de vez. Chegou ontem à noite ao Radar notícia de que metade dos deputados da Aleam assinou emenda coletiva ao Orçamento do Estado passando de 40% para 20% o chamado remanejamento dos recursos do Estado, ou seja, o governador José Melo só poderá transferir dinheiro de uma rubrica para outra, mexer no dinheiro de uma área da administração para outra até o limite de 20, e não mais de 40% como foi durante todo o período das administrações Omar e Melo.

A emenda modificativa ao Orçamento será apresentada durante a sessão plenária de hoje da Assembleia e foi assinada por 12 dos 24 deputados: Vera castelo Branco (PTB), Vicente Lopes (PMDB), Sinésio Campos (PT), Marcelo Ramos (PSB), Adjuto Afonso (PP), Chico Preto (PMN), Belarmino Lins (PMDB), Conceição Sampaio (PP), Marcos Rotta (PMDB), José Ricardo Wendling (PT), Wanderley Dallas (PMDB) e Wilson Lisboa (PC do B).