Mais de 3 mil barragens são classificadas como de alto risco no país

Das 24.092 barragens existentes no Brasil, 3.386 estão enquadradas na Categoria de Risco (CRI) alto ou com Dano Potencial Associado (DPA) alto. A avaliação foi feita pela Agência Nacional das Águas. Todas elas terão fiscalização priorizada, conforme decisão publicada pelo Conselho Ministerial de Supervisão de Respostas a Desastre do Governo Federal na terça-feira (29).

Segundo informações do G1, das mais de 3 mil barragens, 274 estão em Minas Gerais. As represas são de produção de energia elétrica, contenção de rejeitos de mineração, disposição de resíduos industriais e de usos múltiplos de água.

Responsáveis pela fiscalização, ANA, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Agência Nacional Mineração (ANM) e governos estaduais vão agir para tentar evitar tragédias como a de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e Mariana, na Região Central do Estado.