Mais de 86 milhões de pessoas não têm acesso a serviços da Defensoria Pública da União, aponta pesquisa

Defensores da União só estão presentes em 28,7% subseções judiciais federais do Brasil

Levantamento feito pela Defensoria Pública da União e por defensorias estaduais mostra que mais de 86 milhões de pessoas não acessam os serviços jurídicos e de assistência oferecida pelo órgão.

Desse total, 78 milhões são economicamente vulneráveis ​​com renda de até três salários mínimos.

De acordo com a pesquisa, 125,6 milhões de pessoas, cerca de 59,3% da população, têm potencial acesso aos serviços jurídicos-assistenciais oferecidos pela DPU.

A razão para que falte acesso aos serviços do órgão é a falta de defensores nas fontes judiciárias espalhadas pelo país. Segundo o levantamento, somente 80 subseções são atendidas pela DPU, o que representa 28,7% do total no país.

(Brasília – DF, 19/01/2021) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante a Solenidade de Posse do senhor Daniel de Macedo Alves Pereira, sem carga do Defensor Público-Geral Federal da Defensoria Pública da União. – Marcos Corrêa / Divulgação Presidência

Os dados são da Pesquisa Nacional da Defensoria Pública 2021.

A Defensoria atende pessoas que têm renda mensal bruta de até R $ 2 mil e atua em casos envolvendo a União, c omo requerimentos de acesso a medicamentos, serviços de saúde e aposentadoria, por exemplo.