Mais de mil filhotes de quelônios foram devolvidos à natureza

Nesta semana, mais de mil filhotes de quelônios foram devolvidos à natureza na Área de Proteção Ambiental (APA), que fica localizada na área rural do município de Nhamundá (a 383 km de Manaus em linha reta). O objetivo das solturas das espécies de Tracajá e Tartaruga é garantir a conservação dos animais na natureza.

A soltura das espécies é resultado do trabalho de monitoramento de quelônios realizado pelos comunitários que participam do Programa de Monitoramento da Biodiversidade e do Uso Sustentável de Recursos Naturais (Probuc), realizado em 13 unidades de conservação estaduais. Os comunitários são capacitados para realizar a atividade voluntariamente.

São os próprios comunitários que monitoram as chocadeiras nas praias e coletam os ovos, protegendo os quelônios de predadores. Todos os ovos são guardados e recebem os cuidados para garantir a eclosão e que os animais atinjam um tamanho adequado para serem devolvidos à natureza em segurança.

Agenda ambiental

De acordo com o gestor da APA Nhamundá, a equipe da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) irá visitar até esta sexta-feira (18) mais três comunidades rurais do município para promover palestras sobre a importância da conservação dos quelônios no meio ambiente, além de fazer a coleta dos ovos. A equipe passará pelas comunidades de Arnacaru, Cutipana e Fazenda Vista Alegre.

(*) Com informações da Sema