Mais de mil pessoas participam do ‘Aulão do Amor’ na Arena da Amazônia

Mais de mil pessoas marcaram presença no Love Class (o “Aulão do Amor”) que nesse sábado (16), no Podium da Arena da Amazônia, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. O evento contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e teve a presença do YouTuber Daniel Saboya, que comandou as coreografias para o público presente.

Conforme o titular da Sejel, Manoel Almeida, o “aulão” foi uma grande festa para a população. “Além de levantar o astral e fazer bem, esse tipo de prática física ajuda demais as pessoas que precisam se exercitar, o que melhora demais a saúde e o bem-estar delas. O Governo do Amazonas, através da Sejel, está preocupado com o cidadão e é por isso que projetos como esse são realizados, tendo o retorno na satisfação que as pessoas aqui presentes tiveram”, disse.

Empolgado com sua segunda vinda a Manaus, Daniel Saboya levantou o público debaixo de forte chuva e destacou o carinho das pessoas. “Quando viemos aqui pela primeira vez, ficamos surpreendidos com a quantidade de pessoas que gostam e acompanham o nosso trabalho. Eu me sinto muito satisfeito e realizado por tudo isso, afinal, nós amamos o que fazemos e, hoje, como todos os nossos trabalhos, podemos passar alegria e diversão para todos”, comentou Daniel.

Segundo o coordenador do evento, Márcio Prata, a dança proporciona muitos benefícios aos praticantes e o “Aulão do Amor” é mais um fator de soma para o alcance desse objetivo. “Love Class é um sucesso. Mesmo com chuva, as pessoas permaneceram e participaram das aulas com os professores e o Daniel. A dança leva aos praticantes saúde, bem-estar e é esse o nosso objetivo: levar qualidade de vida a todos”, destacou.

A professora Mirna Rocha, 52, é uma dessas pessoas que tinham problemas de saúde, mas que começou a praticar aulas de dança há 4 anos e, desde então, não parou mais. Para ela, o evento estava muito bom. “Eu adoro dançar, não deixo de praticar os ‘aulões’ no meu bairro. Eu era cheia de dores articulares mas, depois que coloquei a dança como minha atividade física, não sinto mais nada. O evento de hoje está de parabéns e eu tenho certeza que todos estão saindo mais felizes daqui”, disse Mirna.