Manacapuru recebe mutirão com atendimentos jurídicos gratuitos

Estão sendo ofertados atendimentos relacionados a divórcio, guarda, pensão alimentícia, união estável, dissolução de união estável, reconhecimento de paternidade e investigação de paternidade, entre outros

Foto: Divulgação

A cidade de Manacapuru (a 98 quilômetros de Manaus) recebe nesta semana um mutirão de atendimentos promovidos pela Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM). A ação teve início nesta segunda-feira (9), e segue até quinta-feira (12), das 8h às 17h, na quadra da ciranda Guerreiros Mura, localizada na rua Alraes Figueirinha, bairro Aparecida. Os atendimentos são voltados à área de Direito de Família.

Estão sendo ofertados atendimentos relacionados a divórcio, guarda, pensão alimentícia, união estável, dissolução de união estável, reconhecimento de paternidade e investigação de paternidade, entre outros. Para ser atendido, o cidadão deve levar documentos pessoais como carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além da certidão de nascimento dos filhos e certidão de casamento, se houver.

De acordo com o defensor público Danilo Germano, coordenador do Defensoria Itinerante, a população de Manacapuru e localidades vizinhas têm no mutirão uma ótima oportunidade de resolver demandas judiciais de forma rápida e mais perto de casa.

“A área de Família é onde se concentra a maior parte das demandas atendidas pela Defensoria. Com essa ação itinerante, que antecede a inauguração de mais um polo da instituição no interior do Estado, os moradores de Manacapuru e de localidades vizinhas podem nos procurar aqui na quadra da Guerreiros Mura, que serão atendidos de forma ágil e sem precisar fazer grandes deslocamentos”, afirmou Germano.

Sobre o programa

O Programa Defensoria Itinerante, que leva atendimento jurídico às diversas zonas de Manaus e a municípios do interior do Estado nas áreas de família e registros públicos, existe desde 2015. O objetivo do programa é levar o atendimento da DPE-AM para mais perto da população que necessita de acesso gratuito à Justiça.

(*) Com informações da DPE-AM