Manacapuru terá R$ 18 milhões no Luz para Todos, informa deputada

Em mais uma ação itinerante do seu mandato, a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) acompanhou nessa sexta-feira (23), a visita da comitiva da Eletrobrás Distribuição Amazonas que apresentou o planejamento da 9ª etapa do programa “Luz para Todos”, do Governo Federal, a lideranças das comunidades do Núcleo do Cabaleana e Ilha do Marrecão, na zona ribeirinha de Manacapuru.

Segundo a deputada, essa nova fase do programa terá investimentos da ordem de R$ 18 milhões somente para Manacapuru e beneficiará quase 1.300 domicílios, universalizando o acesso à energia elétrica em regiões de difícil acesso, incluindo comunidades que ficam isoladas no período das cheias.

Alessandra destacou o acompanhamento da Assembleia na questão da energia elétrica, principalmente no que diz respeito ao Luz para Todos. Ela também se mostrou preocupada com o processo de desestatização do setor elétrico, o que poderia afetar até mesmo a continuidade do programa.

“O Poder Legislativo está acompanhando de perto essa situação e expectativa é que a partir do segundo semestre, durante a nona fase do programa, finalmente essas comunidades (do Núcleo do Cabaleana e da Ilha do Marrecão) sejam atendidas nesse processo licitatório específico para o município”, disse a deputada.

A líder do MDB na Casa também se mostrou preocupada com o processo de desestatização do setor elétrico, o que poderia afetar até mesmo a continuidade do programa no Estado.

“Nós também temos uma preocupação com a privatização, mas há um compromisso do Governo que, mesmo com a privatização, seja mantido o subsidio do Luz para Todos e nós estamos fiscalizando de perto, inclusive acionando a bancada federal de deputados e senadores”, observou a parlamentar.

De acordo com a gerente do Departamento de Universalização do Acesso à Energia Elétrica, Raquel Rocha, o Amazonas terá mais de R$ 300 milhões de investimentos somente no Luz para Todos. Deste valor, Manacapuru é o único contemplado com uma licitação específica, no valor de R$ 18 milhões. A execução da nona etapa deve iniciar entre os meses de julho e agosto.

“A nossa proposta é que as obras sejam executadas em 12 meses a partir do momento em houver a contratação de fato, o que está previsto para acontecer a partir de julho de 2018 indo até julho de 2019. Nessa etapa a previsão que o município de Manacapuru seja universalizado na questão elétrica por via convencional, que é a extensão através da rede convencional existente”, explicou Raquel.