Manaus Ambiental será notificada por falta de manutenção em reservatório

A equipe de engenheiros do departamento de fiscalização de saneamento da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam) detectaram, nessa quinta-feira (30), que as manutenções não estão sendo realizadas periodicamente nos reservatórios e poços sob responsabilidade da concessionária Manaus Ambiental.

O órgão de fiscalização deu continuidade ao levantamento técnico que irá compor o diagnóstico da situação dos reservatórios. A empresa será notificada por conta das péssimas condições do reservatório elevado do bairro Campo Sales, localizado na zona oeste de Manaus. O mesmo está sem portões, com pontos de vazamentos em toda sua extensão e devido à falta de piso no local, o barro virou lama.

Outros reservatórios, como o do Conjunto Viver Melhor I, 1ª e 2ª etapa; bairro Lagoa Azul, zona norte; e os conjuntos Campos Sales e Cidadão X, zona oeste de Manaus, também foram fiscalizados no mesmo dia. De acordo com a avaliação da Arsam, esses reservatórios também se encontram em péssimas condições, sem segurança, iluminação, guarita, limpeza e cerca de proteção. O prazo máximo estabelecido pela Arsam para a correção das não conformidades encontradas é de 30 dias.