Manaus inicia vacinação de adultos com 55 anos sem comorbidades nesta sexta-feira (4)

Foto: Divulgação

A vacinação contra a Covid-19 para adultos de 55 anos sem comorbidades, inicia nesta sexta-feira (4) em Manaus. Para se vacinar, é obrigatório apresentar os documentos (original e cópia) de identificação, CPF, comprovante de residência que demonstre que o usuário é morador de Manaus.

A secretária destaca que a cópia do comprovante de residência é indispensável, uma vez que será retida para controle. Para agilizar a vacinação, o usuário deve fazer o cadastro no Imuniza Manaus, escolhendo a opção “Cadastro do Cidadão”.

O sistema fará o agendamento, informando dia, hora e local onde a pessoa será vacinada. O mesmo acontece para o recebimento da segunda dose. Para ter acesso aos dados de agendamento, basta acessar o botão “Consultar 1ª dose” ou “Consultar 2ª dose”.

O atendimento segue em seis pontos de vacinação da Semsa, das 9h às 16h:

  • Supermercado Coema – Av. Torquato Tapajós, 5890, Novo Israel
  • Centro Cultural dos Povos da Amazônia – Avenida Silves, 2.222- Crespo
  • Estacionamento da Universidade Paulista (Unip) (Avenida Mário Ypiranga, 3.490 – Parque Dez de Novembro)
  • Clube do Trabalhador do Sesi-AM – Avenida Cosme Ferreira, 7.399, São José 1
  • Balneário do Sesc/AM – Avenida Constantinopla, 288, conjunto Campos Elíseos, Planalto
  • Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo) – Avenida Pedro Teixeira, 2.565, Dom Pedro, zona Oeste

Os que vão receber a segunda dose de CoronaVac devem se dirigir somente ao sambódromo (Centro de Convenções Manaus), posto único para a segunda dose desse imunizante.

Os que pertencem a grupos prioritários anteriores, além de grávidas, puérperas e pais de crianças com deficiência, que ainda vão receber a primeira dose da vacina, devem procurar exclusivamente o Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola.

  • Endereço: Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola – Rua Gandu, 119, Cidade Nova Para grávidas, puérperas e pais de crianças com deficiências.

(*) Com informações da Semcom