Manaus sediará encontro das cidades históricas turísticas

Pela primeira vez na região Norte, a capital do Amazonas será sede, no período de 22 a 24 de novembro, do 5° Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial realizado pelo Governo do Estado em parceria com a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM).

Os participantes do evento poderão apresentar sugestões que estarão na Carta de Manaus. O documento com essas reivindicações será entregue às autoridades do Governo Federal.

Com o tema “Turismo Sustentável em Desenvolvimento e o Patrimônio Natural” o encontro reunirá governadores dos Estados da região, ministros, prefeitos, presidentes de entidades municipais, parlamentares e especialistas ligados ao Turismo e ao Patrimônio Mundial, e é aberto ao público em geral. Até o início desta semana, mais de 300 participantes já confirmaram presença. As inscrições seguem abertas pelo site no site http://www.cidadeshistoricas.cnm.org.br.

A iniciativa visa valorizar e fortalecer o potencial dessas cidades e tem como objetivo dar continuidade as ações para a construção do Plano Nacional de Gestão do Patrimônio Mundial e o desenvolvimento das cidades históricas turísticas. Além disso, é um espaço para ampliar as discussões e trocar experiências para gestão do turismo.

Debates

O Encontro será palco de debates que vão abordar o papel das cidades históricas e patrimônio mundial na dinamização econômica, social, cultural e turística. Também possibilitará dar continuidade às ações para construção do Plano Nacional de Gestão do Patrimônio Mundial e o desenvolvimento das cidades históricas turísticas.

A programação do evento prevê a realização de painéis sobre a importância da cadeia produtiva e da qualificação da gestão para o desenvolvimento dos destinos turísticos sustentáveis além dos destinos turísticos inteligentes e o Patrimônio Natural e Cultural – Convergência e Sinergia para Transformar Destinos. Outros temas importantes são o Financiamento e Captação de Investimentos para o Patrimônio Natural e Cultural e as reuniões do Grupo de Trabalho Ampliado do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM).