Manaus será sede das Olimpíadas dos Tribunais de Contas em outubro deste ano (ver vídeo)

Divulgação.

Manaus será a sede das Olimpíadas dos Tribunais de Contas do Brasil (OTC) do dia 14 a 20 de outubro deste ano, na semana de aniversário de 69 anos do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM). O evento deve atrair à capital ao menos duas mil pessoas, entre servidores públicos do Brasil, da Argentina e do Paraguai, além dos respectivos acompanhantes.

Na semana passada, ao reconhecerem a importância da realização dos jogos em Manaus, o governador do Amazonas, Wilson Lima, e o prefeito de Manaus, Arthur Neto, garantiram, em reuniões com a presidente do TCE-AM, Yara Lins dos Santos, e membros da comissão organizadora da OTC Verde, que darão apoio ao evento com a cessão de espaços para a prática das modalidades, como a Arena Amadeu, Vila Olímpica, a Ponta Negra e ainda, se for necessário, de professores de educação física para dar suporte às competições.

“O Tribunal de Contas do Amazonas reafirma seu compromisso com a fiscalização dos gastos públicos, mas sem esquecer do bem-estar dos servidores, motivo pelo qual apoiamos a prática de atividades desportivas entre os servidores”, enfatizou a conselheira-presidente Yara Lins dos Santos, a revelar que a realização das olimpíadas vão abrilhantar as comemorações dos 69 anos de criação do TCE-AM.

Inscrições

Com as inscrições previstas para iniciarem no próximo dia 1º de março, segundo o presidente da Associação Nacional Olímpica, Recreativa, Cultural e Social dos Servidores dos Tribunais de Contas do Brasil (Anostc), Evandro Arruda, responsável pelo evento, a OTC Verde terá diversas modalidades e categorias, entre elas o futebol society, futebol de salão, voleibol indoor, voleibol de praia, tênis de campo, tênis de mesa, corrida 5Km e 10Km, pesca esportiva, beach tênis, tiro esportivo, basquete, natação, bocha, boliche, dama, dominó, futevôlei, pebolim, poker, truco, sinuca, xadrez etc.

Na última competição, em outubro de 2018, realizada na cidade de Gramado, foram gastos R$ 2,3 milhões no Rio Grande do Sul, valor oriundo das inscrições dos próprios participantes, que pagam passagem, hospedagem e alimentação antes da competição.

Com informações do TCE-AM.