Mancha Verde é campeã do carnaval de São Paulo e Vai-Vai é rebaixada

A Mancha foi a terceira a desfilar na madrugada de sexta-feira (1°) para sábado (2) no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo

Nas cores verde, branco e vermelho, escola fez homenagem à saga de uma guerreira negra
MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/JC

A Mancha Verde é a grande campeã do carnaval 2022 de São Paulo. Com a conquista de 2019, a Mancha garantiu o bicampeonato.

Com o enredo “Planeta Água”, a Mancha refletiu sobre a importância da preservação e valorização da água não apenas para a natureza, como também para rituais de várias religiões.

A apuração das notas do carnaval 2022 de São Paulo aconteceu na tarde desta terça-feira (26), no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte da cidade. O g1 acompanhou em tempo real.

O desfile

A Mancha Verde entrou na avenida com sete minutos de atraso após parte de uma das suas alegorias do carro abre-alas se quebrar, mas conseguiu se recuperar e encerrou o desfile com 64 minutos.

Com o enredo “Planeta Água”, a Mancha refletiu sobre a importância da preservação e valorização da água não apenas para a natureza, como também para rituais de várias religiões.

  • A escola utilizou a água em todos os carros;
  • Viviane Araújo, rainha de bateria, não desfilou pela Mancha Verde este ano. Ela também é rainha da Salgueiro e os desfiles acontecem no mesmo dia;
  • Enredo foi inspirado pela canção de Guilherme Arantes;
  • Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcelo e Adriana representaram o pescador e Nossa Senhora Aparecida.

A comissão de frente mostrou a lenda das águas de Oxalá. O primeiro carro da escola mostrou a ligação da água com a religião. No segundo carro, a Mancha Verde mostrou lendas indígenas falando das águas dos rios brasileiros.

A terceira alegoria contou a lenda de Iara e o encontro com Iemanjá. O quarto e último carro trouxe uma estátua de Poseidon e falou sobre o ciclo da água e a renovação deste recurso.

A princesa de bateria, Duda Serdan, entrou sem a companhia da atriz Viviane Araújo, rainha de bateria. Vivi Araújo desfilou na mesma noite pela Acadêmicos do Salgueiro, no Rio.