Manifesto dos 24 deputados da Aleam pede ao presidente Bolsonaro que reveja medida prejudicial ao polo de bicicletas da ZFM 

Foto: Divulgação

Os deputados estaduais da Assembleia Legislativa, em manifesto coletivo, fazem um apelo ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro, para que reveja a resolução que reduz a alíquota do Imposto de Importação de Bicicletas de 35% para 20% até Dezembro/2021.

No manifesto, os parlamentares ressaltam que esta decisão resultará diretamente na extinção de cinco mil empregos, gerados pelo polo de bicicletas da Zona Franca de Manaus, e que a medida só será vantajosa para as fabricantes chinesas. (ver manifesto no final da matéria)

“Apelamos ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro para que reveja esta medida. A economia amazonense já suportou grandes dificuldades durante todo o ano de 2020 e início de 2021 por conta da pandemia de Covid-19. Esta redução na alíquota do Imposto de Importação de Bicicletas resultará em fechamento de indústrias, extinção de postos de trabalho e desemprego de muitos amazonenses”.

Os parlamentares destacam ainda, o impacto que a pandemia de Covid-19 tem causado no Amazonas, onde já foram perdidas mais de 10 mil vidas para doença, e a população ainda é surpreendida com esta resolução, justamente quando a crise econômica tem destruído os postos de trabalho. A extinção destes empregos trará cinco mil famílias amazonenses à dificuldade de manutenção de suas necessidades básicas.

“O Amazonas precisa voltar ao caminho do desenvolvimento e recuperação de sua economia. Desta forma, assegurar a competitividade das fábricas instaladas em Manaus e garantir a manutenção das indústrias que integram o polo de bicicleta em solo amazonense é ponto fundamental para est objetivo”, explicam os membros do Poder Legislativo do Amazonas.

Veja o manifesto na íntegra