Marinha interdita Cais das Torres após acidente no Porto de Manaus

As medidas foram necessárias devido a constatação de exigências "impeditivas" e problemas estruturais

Foto: William Duarte

Por meio de nota, a  Marinha do Brasil informou que o terminal denominado Cais das Torres foi interditado e tirado de circulação devido ao acidente na sexta-feira (17) no  Porto de Manaus, por tempo indeterminado.

De acordo com a Marinha, as medidas foram necessárias devido a constatação de exigências “impeditivas” e problemas estruturais para o prosseguimento das atividades portuárias.

“As medidas adotadas visam resguardar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a poluição hídrica”, disse o Comando do 9º Distrito Naval.

A interdição aconteceu nesse sábado e de acordo com a direção do porto, o acidente se deu por conta do furto das tampas de vedação das boias.

Não houve feridos, nem danos ambientais. Porém, o ocorrido assustou alguns tripulantes de uma embarcação que registram vídeos de quando a estrutura era inundada.

Confira a nota na íntegra:

A Marinha do Brasil informa que retirou de operação, no dia 18 de junho de 2022, o terminal denominado Cais das Torres, pertencente ao Complexo do Porto Público de Manaus, por tempo indeterminado, em virtude da constatação de exigências impeditivas e problemas estruturais para o prosseguimento das atividades portuárias, com base no art. 16, inciso II da Lei nº 9.537, de 11 de dezembro de 1997, que dispõe sobre a Segurança do Tráfego Aquaviário em Águas sob Jurisdição Nacional.

A decisão foi em razão ao incidente no dia de ontem (17), onde ocorreu o naufrágio dos módulos da ala direita da plataforma flutuante do cais das torres. As medidas adotadas visam resguardar a Segurança da Navegação, a Salvaguarda da Vida Humana e a Poluição Hídrica.