Anúncio Advertisement

Médicos, entre eles um ex-vereador, são presos acusados de corrupção, formação de quadrilha e até mesmo de abuso sexual

médicos

Em uma operação denominada de “Jaleco” em referência a atividade médica, deflagrada na manhã desta quinta-feira (26), a polícia prendeu uma quadrilha formada por  médicos, acusados de utilizar a estrutura hospitais públicos para cobrar pela realização de partos e ligaduras de trompas . Três médicos da rede pública foram presos em suas residências Odilon de Oliveira Gomes, 67 anos; Dênis Almeida dos Santos, 46, que é o ex-vereador “Dr. Dênis”; e Armando Andrade Araújo, 67.

De acordo com informações da polícia, os médicos são acusados de corrupção passiva, formação de quadrilha e até mesmo acusações de abuso sexual de mulheres grávidas. A denúncia de uma dessas mulheres teria feito com que a polícia começasse a investigações das supostas atividades criminosas da quadrilha.