Melo freta avião com dinheiro público para ir a Brasília acompanhar julgamento

Como de costume, é só ocorrer o anúncio de que entrou em pauta de julgamento, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), seu processo de cassação e de seu vice, Henrique Oliveira, que o governador José Melo bate na carreira pra Brasília – impressionante que é só ele sumir daqui e ir pra Brasília, que o processo some da pauta, por que será, né meu povo?

E, quando o governador vai pra Brasília, sempre vai com um séquito de apaniguados. Dessa vez, o governador levou até mesmo a primeira-dama, Edilene Gomes de Oliveira a tiracolo – ou será que é o contrário? Mas qual não é nossa surpresa, – a gente vive se surpreendendo com esse Governo, né mesmo gente? – quando uma fonte do Radar, em Brasília, manda fotos do avião Citation XLS, prefixo PP-MDB, que está em um hangar do aeroporto de Brasília e foi fretado pelo Governo do “professor” Zé Melo.

Isso significa que o governador não pagou sua passagem, a da primeira-dama e de quem mais foi com ele. Ele usou dinheiro público para ir a Brasília tratar de questões pessoais. E não é pouco dinheiro não, já que o Radar conseguiu a informação de que o fretamento de uma aeronave para Brasília não custa menos que R$ 50 mil, só de ida. Além de imoral, isso é ilegal, se configurando em improbidade administrativa, tá “professor”? (Any Margareth)