Menina era tratada como empregada e teve as mãos queimadas pela mãe em Manaus

O Conselho Tutelar também ouviu vizinhos que disseram que a criança era constantemente espancada

Foto: Divulgação/ Conselho Tutelar

Uma menina de 11 anos, além de ser tratada como empregada, ainda sofria tortura, como por exemplo ter as mãos queimadas pela mãe com uma colher quente como forma de punição. O resgate da criança aconteceu a noite nessa quarta-feira (22), no bairro Coroado, na zona Leste da capital amazonense.

O caso só foi descoberto, após a criança retornar às aulas que estava faltando por causa das agressões sofridas e, ao ser questionada pelo motivo das faltas, ela acabou revelando para a professora.

Logo após ouvirem os relatos, a direção da escola acionou o Conselho Tutelar que ouviu a menina e constataram bolhas enormes nas mãos decorrentes das queimaduras.

Os policiais foram acionados e a mãe foi presa em flagrante. Ela confessou a agressão e disse que agiu para “corrigir” a filha por ter feito algo errado. O Conselho Tutelar também ouviu vizinhos que disseram que a criança era constantemente espancada e tratada como empregada. Ainda em relatos, a criança chegou a dizer que dormia no chão, sem colchão

A mulher foi encaminhada a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) onde está à disposição da justiça e a menina foi encaminhada a um abrigo até que algum parente se apresente.