​​Mercado imobiliário de Manaus movimenta R$ 55,7 milhões em abril

Em um mês, o Mercado imobiliário de Manaus movimentou R$ 55,7 milhões e o padrão econômico representou 81% das vendas dos imóveis residenciais, com 167 unidades comercializadas. No total, em abril, foram vendidos 205 apartamentos, quatro imóveis comerciais e 39 unidades horizontais (casas e terrenos). Em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram vendidas 195 unidades, as vendas aumentaram em 5%.

Os dados são da Pesquisa do Mercado Imobiliário, divulgada nessa quinta-feira (7) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM) e Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Amazonas (Ademi-AM).

O presidente do Sinduscon-AM, Frank Souza, atribui o resultado aos incentivos da Caixa Econômica Federal (CEF) a novas modalidades de financiamento para habitação. “Eu credito isso ao lançamento, no mercado de Manaus, do Faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida. Esse tipo de produto tem valor mais barato, é um produto para uma faixa de renda de menor poder aquisitivo. Ele (imóvel) tem um grande subsídio fornecido pelo governo. Isso faz com que viabilize as vendas”, destaca.

A residências de padrão econômico continuam liderando as vendas. Em janeiro, essas unidades representaram 73% das vendas dos imóveis residenciais, com 142 unidades comercializadas. Em fevereiro, quando foram vendidas 131 unidades desse padrão, a tipologia representou 72% das vendas e, em março 70,6% – com 161 unidades comercializadas.

De acordo com o diretor da Comissão da Indústria Imobiliária da Ademi-AM, Henrique Medina, essa é uma tendência na capital. “As unidades de padrão econômico são os imóveis que possuem a maior velocidade sobre a oferta do mercado, ou seja, são as unidades com maior procura e venda em nossa cidade”, ressalta.

A pesquisa indica, ainda, que os imóveis de dois quartos também seguem na preferência dos manauaras. Em abril, foram vendidas 173 unidades dessa tipologia – o que representa 84% dos imóveis residenciais comercializados no período.

“Elas estão localizadas em diversos bairros da cidade, tais como, Tarumã, Lírio do Vale, Planalto, São José, Santa Etelvina, Novo Israel, entre outros”, afirma Medina.