Mesmo com registro de sub variante BA.2, Amazonas não registra mortes por Covid-19 há 24 dias

O estado segue em fase verde, de risco muito baixo, para a transmissão do novo coronavírus

O Amazonas está há 24 dias sem registro de mortes por covid-19 mesmo com a confirmação de dois casos de sub variante BA.2 da ômicron. O estado segue em fase verde, de risco muito baixo, para a transmissão do novo coronavírus. O novo boletim epidemiológico compreende análise de 4 a 17 de maio e é construído pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Conforme o documento, o Amazonas apresenta redução de 33% na média diária de casos de covid-19 no período analisado (4 a 17 de maio). Em Manaus, a ocupação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nas redes pública e privada, reduziu em 80% o número de leitos ocupados. No interior do estado, a taxa de ocupação em leitos clínicos está em 0,46%.

A maioria dos casos está concentrada em adultos (20 a 59 anos), sendo 79%. No entanto, foi observado aumento de casos confirmados de covid-19 em crianças com idade entre 1 e 4 anos, representando 15,9% dos casos.

“O Amazonas apresenta redução sustentada na média diária de casos, apresentando uma das menores taxas de incidência e de mortalidade do país. No entanto, sempre vamos lembrar da importância da vacinação contra Covid-19, incluindo a das crianças”, destaca a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

A cobertura vacinal de esquema primário contra a covid-19 no Amazonas, na população contemplada que é de 5 anos ou mais, é de 70,1%, sendo que a capital apresenta cobertura de 78,1%. Todos os municípios possuem estoque de vacina contra a infecção suficientes para garantir a continuidade da campanha de imunização pelos meses seguintes.

Vigilância 

Em 12 de maio de 2022, foram detectados dois casos de covid-19 pela sub variante BA.2 da ômicron, do novo coronavírus (SARS-CoV-2). A detecção ocorreu pela Vigilância Genômica, monitoramento epidemiológico do sequenciamento genético do novo coronavírus, que é realizado pela FVS-RCP em parceria com o Instituto Leônidas e Maria Deane, unidade da Fundação Oswaldo Cruz no Amazonas (ILMD – Fiocruz/AM).

“Importante destacar que, mesmo com a detecção da subvariante BA. 2, o estado permanece em fase de risco muito baixo de transmissibilidade da covid-19. O Amazonas permanece vigilante para manter a redução da epidemia no estado e é preciso que todos contribuam, população em geral e vigilâncias municipais, para ampliação da cobertura vacinal”, ressalta o diretor técnico da FVS-RCP, Daniel Barros.

Boletim 

O boletim apresenta a interpretação epidemiológica atualizada do cenário de Covid-19, incluindo indicadores de casos confirmados, hospitalizações, óbitos, situação vacinal de pacientes, cobertura vacinal contra a infecção e ações estratégicas para contenção da disseminação do vírus. O documento também apresenta a situação epidemiológica da SRAG.

(*) Com informações da assessoria da FVS-RCP