Ministro do Trabalho demite ‘171’ e ‘peladeiro’ do PTB

O novo ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, demitiu nessa sexta (20) seis servidores apadrinhados pelos principais caciques do PTB: o presidente do partido, o ex-deputado Roberto Jefferson, e o líder da sigla na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO).

Entre os demitidos estão um funcionário réu por estelionato, crime popularmente conhecido por “171”, e um dos integrantes do time de futebol do sobrinho de Jovair Arantes.

Caio Vieira de Mello assumiu o ministério no último dia 10, após a demissão do ministro Helton Yomura, afastado por decisão do Supremo Tribunal Federal. Yomura era apadrinhado por Jefferson, e ambos são investigados na Operação Registro Espúrio, que apura um suposto esquema de fraudes e pagamentos de propina na emissão de registros sindicais.

Leonardo Arantes, ex-secretário-executivo de Yomura e sobrinho de Jovair, está preso preventivamente por decisão do STF. Ele e o tio são investigados na mesma operação.

Foi demitido Leonardo Soares Oliveira, que ocupava cargo de confiança de chefe de gabinete da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE), e jogava futebol com Leonardo Arantes em Goiânia.

Tulio Ostilio Pessoa de Oliveira, que era coordenador-geral de Recursos Logísticos e indicado por Jovair, também foi demitido. As demissões envolvem ainda um assessor da SPPE, um assessor do ex-ministro, uma assistente da Superintendência do Trabalho no Distrito Federal e um subsecretário-adjunto de Orçamento e Administração, vinculado à secretaria-executiva.

Segundo o jornal, o ministro do Trabalho está nomeando pessoas de sua confiança no lugar, e novas demissões estão previstas para esta segunda-feira.

Fonte: O Globo