Modelo que expôs cantadas de Mion se arrepende: “Desviou o foco”

Ana Carolina Jorge, que expôs cantadas enviadas por Marcos Mion, afirmou se arrepender de ter mostrado o nome do apresentador. Ao Fofocalizando, a modelo explicou outra vez suas intenções.

“Tem coisas piores que já tive de lidar, muito piores, e isso não foi assédio. Eu fui cantada, houve um convite e houve uma recusa. Nunca dei liberdade, nunca saí com essa pessoa, nunca me deu nem um beijo na bochecha. Consegui impor os meus limites, e é isso. Não tenho nada para acusar nesse sentido”, esclareceu para o programa do SBT.

Ana Carolina chamou a postura de Mion de hipócrita, já que ele é casado desde 2005. “Tenho uma opinião sobre isso, mas se voltasse atrás, se pudesse, eu não usaria o nome da pessoa. Acabou desviando o foco da mensagem”, completou. Ela reforçou que não deseja ficar famosa por conta do caso.

Outro ponto explicado pela modelo foi o motivo de expor o apresentador um ano depois das primeiras cantadas. “Foi só mais uma das ideias que tinha de resolução do ano novo, não vou tolerar mais”, contou. A modelo revelou ter ficado chocada com as mensagens, porque acreditava que Mion tinha uma família perfeita.

“Sinceramente, quero acreditar em amor, quero acreditar em família”, desabafou. Ana Carolina também disse desejar igualdade, respeito e consentimento. “Se tivesse de falar uma coisa para o Mion, diria que não é pessoal. Acho que cada um vive da forma que acha certo”, finalizou.

Por meio da assessoria, o apresentador deixou claro que não irá se pronunciar a respeito do print exposto pela modelo. “Ele tomou conhecimento da publicação, sem autorização, de um trecho de uma conversa privada e está perplexo com a repercussão gerada por uma troca de mensagens datada de 2018 que nunca teve qualquer desdobramento”, diz a nota.