Moradores ateiam fogo e expulsam venezuelanos de prédio abandonado

Uma manifestação contra a morte de Eulis Marinho de Souza, de 49 anos, morto em uma briga, acabou em confusão em Mucajaí, no Sul de Roraima, na tarde dessa segunda-feira (19). Moradores expulsaram venezuelanos de um prédio abandonado onde os imigrantes se abrigam e queimaram seus objetos. Não houve registro de feridos e nem detidos.

“Tinham mulheres e crianças quando eles chegaram. Todos foram embora com medo”, contou uma comerciante que mora próximo ao prédio. Os imigrantes saíram do local e deixaram trás fardos de alimentos, malas com roupas e outros pertences que não foram destruídos.

Os manifestantes também atearam fogo a pneus. O ato interditou o trecho urbano da BR-174 que passa pelo município.

Os moradores acreditam que Eulis Souza morreu por estar no mesmo local onde houve uma briga entre venezuelanos. Um imigrante também morreu na mesma situação.

A Polícia Militar informou que o protesto teve a participação de 300 moradores.